quarta-feira, 25 de maio de 2011

O pior cego é o que não quer ver.






Já diz um velho ditado "o pior cego é o que não quer enxergar", verdade vivida por indivíduos da atualidade, que se rotulam por cristãos e se dizem caluniados, perseguidos por alguns outros cristãos cuja crença está fundamentada e alicerçada nas sagradas escrituras.
A opinião dos supostos perseguidos, é rotular de fanáticos, e verdadeiros inquisidores aqueles que não estão nos moldes de mentes abertas da modernidade, para poderem  "pensar livremente".
"Pensar livremente" para esses que sentem  perseguidos é negar a soberania de Deus, declarar que uma relação homossexual não é promíscua.
Se "pensar livremente" é pensar segundos os padrões caídos e deturpados de uma natureza que nada pode fazer de si mesma se não correr para o  pecado, e por meio desse estar totalmente afastado de Deus e de sua moralidade para minha vida, melhor me é estar de "mente fechada". Pensar, mais "pensar livremente" dentro da liberdade de que Cristo me dá, de saber que Nele estou livre da condenação eterna, livre do  poder do pecado, e que Nele sou livre para "pensar livremente" na convicção de que sou mais que vencedor, porque Ele me libertou de algo que era maior do que eu, algo que por minhas forças não teria condições de vencer.Fez-me Ele enxergar e me dar condições de buscar Nele o verdadeiro colírio para ungir meus olhos e poder ver a Sua maravilhosa luz.


Nenhum comentário:

Postar um comentário