sábado, 4 de dezembro de 2010

Ramos secos





João 15.1-5

1-Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor.
2-Todo ramo que, estando em mim, não der fruto, ele o corta; e todo o que dá fruto limpa, para que produza mais fruto ainda.
3-Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado;
4-permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como não pode o ramo produzir fruto de si mesmo, se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis dar, se não permanecerdes em mim.
5-Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.


No evangelho de João 15.1-5, texto bastante conhecido, o Senhor nos traz um grande ensino, uma grande verdade sobre a condição da igreja e em particular sobre cada cristão diante de Deus, em uma relação de total dependência de Cristo simbolizado pela videira, de onde todo ramo deve estar ligado, o único meio pelo qual o ramo poderá subsistir e assim cumprir sua função na natureza, por semelhante modo o cristão também ligado a Cristo, é única maneira de se chegar a Deus, de ser considerado justo diante de Deus, recebendo dele toda a sua graça e virtudes necessárias para ser um autêntico cristão, produzindo frutos dignos de um servo fiel e sincero diante de Deus. Porém a videira não é constituída apenas de ramos sadios e frutíferos, assim também posso constatar essa veracidade não somente quanto à condição de muitos cristãos dentro de nossas igrejas, mais também em relação a “novas doutrinas” que tem surgido em nossas igrejas. E que, tudo tem a ver com a comparação feita pelo O Senhor Jesus. Nessas “novas doutrinas” que de novas não há nada e sim muita coisa velha e usada que está no baú do inferno, que na verdade, são ramos secos, que aparentemente estão ligados ao cristianismo, mas que de forma alguma irão permanecer na videira por estarem sem seiva, sem vida, sem graça, sem Cristo e muito mais sem frutos que os caracterizem como vivos diante do agricultor que é Deus, e que no máximo de esforço que tentem fazer a única coisa que irão conseguir é tentar impedir de que a seiva da videira verdadeira que é Jesus chegue de forma abundante a todos os ramos, com o intuito de impedirem que frutifiquem abundantemente. É o caso das “novas doutrinas” como as testemunhas de Jeová (TJ) (com sua negação da divindade de Jesus) já até ouvi falar que dirigentes de congregações no interior do estado davam aulas por meio de suas famosas publica cães por acharem que eram missionários, meu Deus tem compaixão de teus servos!Quanta falta de informação, os mórmons (com seu “novo evangelho” segundo Joseph Ismith e não segundo Cristo), G-12 (com seus encontros “é tremeeeeeeeeeeendo”), Marco Feliciano (com seu “crediário celestial”, “meu pai se eu tenho crédito contigo me envia um querubim a minha direita e outro a minha esquerda e uma legião de anjos ao redor desta igreja, coloca um anjo na entrada e outro na saída”. Que é isso? Uma invasão ao morro do Alemão ou uma oração!?Dentre muitas outras que poderia citar aqui e que tem trazido grande,mais grande prejuízo a igreja do Senhor  é a famosa teologia da prosperidade que para mim pode ser chamada de :teologia do toma lá da cá, teologia da propina ou teologia do congresso federal1(onde se paga para receber favores), teologia da barganha, teologia leiloeira(quanto maior a oferta do ofertante maior será a benção que Deus lhe dará), pude constatar isso quando certa vez antes de ser salvo pelo Senhor em uma de minhas visitas ao culto dessas igrejas mercados que tem por aí, que realmente mais parecem supermercados por suas proporções geométricas(nada contra igrejas de grandes estruturas físicas) o ilustre pastor fez o seguinte anúncio “Quem quer um milagre?Levantem as mãos!Tenho aqui comigo o livro do milagre, se você quer um milagre venha aqui e assine esse livro, coloque aqui seu nome, para isso você terá que ofertar apenas R$ 130,00, Pastor eu só tenho R$ 80,00?, não tem nada não completa com R$ 50,00!vem receber a tua benção”.È muito triste o que acabo de contar, mas foi algo que presenciei ,esses são os galhos secos que tem aparência de estar em Cristo, mais como falei tem apenas aparência.E, eu e você somos os instrumentos que Deus que usar para podar, cortar, extirpar esse mal, e assim a seiva de Cristo, O Espírito Santo fluirá de forma abundante nos ramos sadios.


1-A citação referida não é invencionices ou criação particular, mais baseada em denúncias feitas por reportagens de jornais sobre esquemas onde se eram liberadas propinas para haver a aprovação de projetos.