domingo, 22 de maio de 2011

A ignorância bíblica do homem o leva a errar.






Se você estiver lendo esta postagem, é sinal de que ainda estamos vivos!!! Calma meus irmãos, não sejam precipitados ou façam mau juízo, apenas inicio esse texto com esta frase para tirar um pouco de casquinha de mais uma das muitas tentativas ilarias do homem e especificamente de grupos religiosos de tentar prever datas acerca do fim do mundo.
Com certeza brasileiros e porque não o mundo em geral, neste final de semana teve assunto de sobra para se falar, posso até imaginar: nas rodas de amigos, nas mesas de restaurantes, nos púlpitos das igrejas, no almoço de domingo em família ao redor da mesa. Enfim em vários lugares não se falava de outra coisa: "o mundo vai se acabar", era o que ouvi através de um vendedor de sapatos de uma loja aqui de fortaleza-Ce dizia ele e ainda complementava :" aproveitem, vamos comprar sapatos, e morrer todos calçados", indivíduo, bastante espirituoso esse, não?
O assunto abordado por mais cômico que agora pareça de fato é autêntico, um dia haverá um fim, porém, não será algo que poderá ser previsto pelo homem, isso é um fato bíblico.
A situação causada por essa falsa notícia de fim de mundo agendada, causou tantos efeitos negativos, que já ouvi falar de pessoas que deixaram suas casas que são próximas de praias para irem morarem em lugares mais interioranos, ou seja, em locais bem distantes de praias, pessoas ficaram com depressão, já outros deixaram tudo e se refugiaram em outros lugares.Esses são alguns efeitos colaterais causados pela ignorância espiritual do homem que o leva a uma ignorância das sagradas escrituras.São palavras do Senhor: errais não conhecendo as escrituras e nem o poder de Deus.Mt 22.29.(grifo próprio).
O desconhecimento de Deus causa no homem uma cegueira espiritual terrível, levando-o pelos caminhos mais escabrosos que o ser humano possa passar.
Tal expectativa de um fim de mundo assim, como o que acabamos de ver traz para o autêntico cristianismo um prejuízo horrível, fazendo com que o homem ainda mais incrédulo em relação a Deus e a sua santa palavra, descreiam ainda mais.
Porém, também observo no meio disso tudo o quanto o homem só tem piorado sua situação moral diante de Deus, lembro-me das palavras do amado mestre em um de seus sermões apocalípticos no  qual ele dizia: Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, Mateus 24:38 (grifo próprio).  Podemos entender que houve incredulidade por parte dos contemporâneos de Noé em relação ao dilúvio, que de fato haveria um derramamento de água tão imenso que inundaria todo o planeta, também o texto nos faz perceber que as pessoas daquela época eram extremamente materialista e ignoravam todo e qualquer acontecimento extraordinário envolvendo todos os seres humanos daquele período. De forma semelhante os nossos contemporâneos não agem de forma desigual não. Não dão ouvidos a voz de Deus por meio de sua amada noiva a igreja.
Alguns poucos tratam do assunto com seriedade, porém outros desprezam e zombam.
De certa forma o motivo de omissão do Senhor em não revelar em que dia isso acontecerá, se torna um pouco mais clara, quando nos deparamos com o comportamento humano diante desses boatos de um fim súbito.
Os falsos profetas inventam datas, tentam de alguma forma preverem o imprevisível, mas só o Senhor é o único que pode dizer: Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem. Mateus 24:27.
Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém. Apocalipse 1:7 (grifo próprio)




Nenhum comentário:

Postar um comentário